Carreira

Empreendedorismo? Agora é que são elas!

Publicado em

Pode até ser força de expressão, um dito popular, mas o “agora é que são elas” segue caracterizando o atual estado das coisas: cada vez mais mulheres se sentem encorajadas a desbravarem ambientes nos quais, até então, eram minoria. O mercado profissional é uma fotografia bastante alegórica desse movimento.  Segundo dados da Serasa Experian, 43% dos novos negócios no Brasil são comandados por mulheres. E, em média, o empreendedorismo feminino cresce 10% todos os anos. Me conta, quer tirar uma ideia do papel e se lançar na prática empreendedora? Pois então! Seguem algumas dicas que farão toda a diferença na condução deste novo desafio. Vamos lá:

Goste do que você faz!

Acredite: se seu projeto não te estimular, vai se tornar um trabalho como qualquer outro — inclusive aquele que você tinha anteriormente. Lembre-se: “Uma coisa é empreender para lucrar e outra é buscar algo de que realmente gosta, para o qual tenha se preparado. Aí, sim, tem boas chances de sucesso”.

Tem mercado para o seu projeto?

A dica é focar em um público específico.  Procure especialistas no assunto que giram em torno da sua ideia, assim você terá mais clareza em relação à parte procedimental, digamos assim. Depois, contate algumas pessoas que se encaixariam perfeitamente em seu grupo de clientes. Faça perguntas, elabore um formulário. Isso fará total diferença quando desenhar a estratégia.

Planeje tudo bem detalhado, ok?

Defina as etapas a cumprir; liste os prós e contras de cada investimento. Com um plano de negócios em mãos, você começa a perceber a viabilidade do projeto, quem são seus concorrentes e que metas deve perseguir.

Quanto você pode investir?

Pense nisso.  Você tem uma grana extra para se manter, enquanto o negócio não gerar lucro? Sem esta possibilidade, muitas empresas fecham as portas no primeiro ano porque não equilibraram despesas e gastos.

Ouça, peça ajuda, ofereça parcerias.

Converse com o maior número de pessoas possível. É sempre bom ficar atenta à sua rede de contatos, tente ampliá-la!

Para finalizar: organize bem o seu tempo!

Gerencie seu tempo: faça listas semanais de prioridades e evite distrações. E, sim, este é um trabalho contínuo de se disciplinar. Quer um macete simples? Tenha uma agenda e organize seus horários. É infalível!